Atitude é definida como uma maneira de olhar ou viver a vida. É por isso que a atitude que adotamos joga um papel tremendamente importante na regulação dos nossos comportamentos, funcionado como uma “central de controle” da nossa vida. A atitude mental positiva, é como se fosse algo que liberta um conjunto de informação intencional dirigida a outras partes de nós mesmos (mentais e físicas) que nos mobilizam e incentivam a funcionarmos de uma forma mais eficaz, usando o máximo de recursos disponíveis para analisarmos, enfrentarmos e resolvermos os nossos problemas, desafios, objetivos ou desejos. Por outras palavras, a atitude mental positiva é uma decisão que se expressa através dos nossos comportamentos, podendo estes ser aprendidos.

A ideia de podermos aprender a adotar uma atitude mental positiva é muito esperançadora. E o mais extraordinário é que podemos tomar a decisão de querermos aprender a ter essa atitude na nossa vida. Para mudar algo é necessário aprender como fazê-lo.

O QUE É A ATITUDE MENTAL POSITIVA?

Não se trata certamente de ignorar a realidade dos fatos, nem tão pouco afirmar que tudo irá acabar por dar certo ou correr bem, ou que afinal aquilo que aconteceu não é assim tão terrível (quando na realidade é). Não se trata de transformar algo ruim em muito bom, não se trata de encarar tudo com um sorriso nos lábios, ou simplesmente dizer que melhores dias virão (ainda que isto possa acontecer). Não se trata de fingir, não se trata de fingir aceitar uma situação terrível através de afirmações positivas, não, não, não.

A atitude mental positiva é realmente sobre o reforço da crença de que você pode decidir como reagir a determinadas situações difíceis em prol de si mesmo. Nunca é sobre mentir para si mesmo, é tudo sobre capacitar-se. Como todas as grandes realizações na vida, há sempre um primeiro passo. Sem esse primeiro passo fundamental, nada mais pode ocorrer. Estou a falar aqui da sua atitude face a algo, algo que quer melhor, algo que está a enfrentar, algo que quer conquistar, algo que receia. A crença de que você pode, ou não pode vai influenciar tudo o que se segue.

Atitude mental positiva, estrutura mental positiva, pensamento positivo ou simplesmente atitude positiva, são tudo termos que ao longo do tempo tenho vindo a abordar. Estabelecem todos uma forte relação, complementando-se uns aos outros no sentido de melhor percebermos e conseguirmos aplicar esta forma muito capacitadora de olhar o mundo.

Para aprofundar o assunto, leia:

força mental

Em seguida apresento sete citações relacionados com a atitude mental positiva que complementarei com breve enquadramento e explicação dos respetivos benefícios e como aprender a adotar a respetiva atitude.

É a nossa atitude no início de uma tarefa difícil, que, mais do que qualquer outra coisa, vai afetar o seu resultado bem sucedido. – William James

Tal como já referi a nossa atitude face a algo é uma decisão nossa (mais ou menos consciente). Se o primeiro passo a ser dado face a uma tarefa ou situação de vida é adotando uma atitude que nos turva o raciocínio e que nos retira capacidade, remetendo-nos para avaliações catastróficas e cenários paralisantes, certamente em nada nos beneficia. Temos de tentar perceber que coisas, que sentimentos, pensamentos, medos, angústias interferem com a nossa capacidade de pensar e o quanto nos impedem de conseguirmos perspetivar que possamos prestar ajuda a nós mesmos. Não quero dizer que todas estas coisas devem ser ignoradas, pelo contrário, devem ser levadas em consideração, no entanto, devemos esforçar-nos para que a nossa atitude não seja totalmente condicionada e influenciada por esses estados temporários, levando-nos a ter comportamentos que só agravam ainda mais a situação ou impedem que possamos ser bem sucedidos.

Eu sempre acreditei que você pode pensar positivamente como também pode pensar negativamente. – Sugar Ray Robinson

Mais uma vez esta citação reforça a ideia que podemos escolher a forma como queremos pensar acerca das coisas. E inequivocamente a forma como pensamos estabelece uma forte relação com a atitude que adotamos. No entanto, quero deixar aqui um alerta relativamente à questão do pensamento negativo. Pensamento negativo pode não ser a mesma coisa que ter um pensamento negativo acerca de algo, ou pensar negativamente acerca de alguém ou de alguma coisa ou acontecimento. Na verdade, quando pensamos de forma negativa acerca de algo ou de alguém ou de nós mesmos, tem mais a ver com uma avaliação que fazemos do que propriamente com a estruturação mental de recursos para resolver um problema ou dificuldade. Por outras palavras, quando me refiro a pensar positivamente ou negativamente, encaminho-me para a ideia de um conjunto de recursos mentais que em psicologia podemos apelidar de “funções executivas“. As “funções executivas” referem-se à forma como cada um de nós dirige a atenção para aquilo que é prioritário e igualmente o que acciona para lidar com o que tem entre mãos.

Dando um exemplo concreto: Não importa tanto o que eu penso, mas sim a forma como penso. Imagine que eu penso que tenho extrema dificuldade para falar em público. Estou a fazer uma avaliação que posso encarar de forma positiva ou negativa.

A negativa: “Vou fazer figura de parvo e todo o mundo irá rir-se de mim.”

A positiva: “Vou conseguir focar-me no discurso que tenho estudado, e se me sentir nervoso, respirarei fundo e volto a falar calmamente.”

Você pode tomar a decisão de pensar positivamente (ter uma atitude mental positiva) acerca de um pensamento negativo que teve, ou ao invés, tomar a decisão de pensar negativamente acerca de um pensamento negativo que teve.

Habilidade é o que você é capaz de fazer. A Motivação determina o que você faz. A Atitude determina o quão bem você faz. - Lou Holtz

Podemos ter imenso jeito para determinada atividade, termos um talento inato numa área específica, termos conhecimento e capacidade para realizar algo e ainda assim não termos um bom desempenho. Na posse da habilidade, algo tem que lhe dar significado, algo tem de fazer com que possamos perspetivar um reforço à posteriori, e ainda assim o desempenho pode ser fraco. Mas quando na posse da habilidade, energizado pela motivação e com uma atitude mental positiva, por certo, o melhor resultado possível encontrará o terreno ótimo para poder acontecer. A atitude mental positiva potencia as aquisições necessárias para que estas possam expressar um ótimo desempenho.

Você não pode controlar o que lhe acontece, mas você pode controlar a sua atitude em relação ao que lhe acontece, e pode controlar as mudanças ao invés de permitir que elas o controlem. – Brian Tracy

Grande parte dos acontecimentos da nossa vida estão fora do nosso controlo, são externos à nossa vontade e querer. Não temos controlo sobre uma catástrofe natural, um acidente de viação, uma doença súbita, um assalto à mão armada, mas podemos ter controlo sobre a forma como vamos lidar com a situação no momento e após a fase aguda. A atitude que temos após um determinado acontecimento que nos aconteceu, depende de nós. Depende da forma como queremos enfrentar o sucedido e o quão focados conseguimos ficar na procura de soluções viáveis que possam diminuir ou melhorar o impacto negativo que possa ter tido nas nossas vidas.

Um pessimista é aquele que faz dificuldades de suas oportunidades; um otimista é aquele que faz oportunidades de suas dificuldades. – Harry Truman

Num quadro mental em que a estruturação do nosso pensamento apenas perspetiva uma solução negativa, por certo estamos a adotar uma atitude pessimista. Não me refiro ao pessimismo da perspetiva de um determinado resultado poder vir a ser negativo, pois por vezes os fatos apontam nesse sentido e não temos como lhes fugir. Refiro-me a uma abordagem em que o nosso estado emocional depreciativo por vezes toma conta de nós, assume o comando, encaminhando os nossos raciocínios para um padrão negativista e fraco em recursos. Perante uma dificuldade ou cenário de desvantagem se não colocamos todos os nossos recursos na procura da solução, de certa forma estamos a promover uma atitude pessimista. O contrário é igualmente verdade, se conseguirmos accionar os nossos recursos virados para a procura de uma solução viável, por certo, todo o processo  ficará sobre a autoridade de uma atitude mental positiva, emergindo o otimismo.

Nada pode parar o homem com a atitude mental correta de atingir seu objetivo, nada na terra pode ajudar o homem com a atitude mental errada. – Thomas Jefferson

Não lhe posso dizer especificamente qual a atitude mental correta que deve ter para as suas situações de vida, até porque a vida é fluída e mutável. O que nos serve hoje, pode estar desatualizado ou desadequado amanhã.  Aquilo que posso transmitir-lhe é que quando pretendemos alcançar um objetivo, quando mais adaptável e funcional for a nossa atitude mental no sentido de vislumbrar um conjunto de ideias, conceitos, opções, alternativas e visões, maior é a probabilidade de tornarmos real aquilo que queremos. Ao invés, se tivermos uma atitude nada combativa, pouco audaz, desencorajada, pessimista, miserabilista, desanimada ou receosa, por certo a nossa estrutura mental irá criar pensamentos que irão influenciar de forma perniciosa os comportamentos que iremos expressar face ao que queremos. Por outras palavras, sem uma atitude mental positiva corremos o risco de aumentar drasticamente a autosabotagem dos nossos objetivos.

Entenda que qualquer um pode ter uma grande atitude de vez em quando ou por algum tempo mas que é difícil ter uma grande atitude a maioria do tempo. – Bob Rotella

Como qualquer outra aprendizagem que já tenha feito, ou venha a fazer, adotar uma atitude mental positiva de forma consistente na sua vida segue o mesmo princípio, é necessário prática e repetição. Na base da implementação consistente da prática de uma atitude mental positiva na sua vida está algo que depende de si, o seu querer. É necessário querer mudar a sua atitude, ficar consciente da importância dessa mudança e pouco a pouco ir adotando formas de raciocinar mais assertivas, funcionais e adequadas às circunstâncias e aos seus objetivos (seja ter mais sucesso, bem-estar, ser mais feliz, mais simpático, corajoso, entre outros).

Abraço