Um dos mais importantes princípios do desenvolvimento pessoal é que as suas áreas mais fracas irão limitar a sua habilidade de tirar vantagem das suas áreas mais fortes. As diferentes partes da nossa vida, a  física, mental, social, espiritual, estão profundamente interligadas, e não podemos simplesmente considerar cada parte isoladamente. Muitas vezes as pessoas identificam-se com a sua área mais forte: eu sou um atleta (física), eu sou um intelectual (mental). Eu sou um brincalhão (social). Eu sou cristão (espiritual). Mas estas pessoas podem cair na armadilha de deixar as suas outras áreas para trás e enfraquecerem ainda mais.

APRENDA A LIDAR COM AS SUAS FRAQUEZAS

Potenciar os seus pontos fortes é uma boa medida, mas a sua capacidade de trabalho e persistência é que vai determinar a forma como você lida com as suas fraquezas. Um atleta descomprometido com o seu treino e desconcentrado é pouco provável que tenha um desempenho tão bom quanto um atleta determinado e focado no seu objectivo. Um atleta anti-social, pode perder a oportunidade de fazer parte de uma equipa. E um atleta que experiencie o caos espiritual e a desesperança, pode cair na tentação de de utilizar esteróides, ou cometer comportamentos imorais.

Dica: Considere cada área possível da sua vida e verifique como é que cada elemento pode ajudar ou prejudicar cada uma das outras áreas.

É mais tentador trabalhar nos pontos fortes enquanto ignoramos as nossas fraquezas. Os nossos melhores resultados normalmente são originados através daquilo que temos de melhor, isto é verdade. No entanto, uma das formas mais eficazes de melhorar os resultados desejados é por vezes trabalharmos nas nossas áreas mais fracas. Isto ajuda-nos de duas formas: Em primeiro lugar, apoiamos as nossas áreas fracas, as quais nos impedem de potenciarmos os nossos pontos fortes. Em segundo lugar, se nos dedicarmos o suficiente, podemos transformar os pontos fracos em forças secundárias que aumentam a nossa força principal.

Para aprofundar este assunto, pondere ler o artigo: Como melhorar a sua flexibilidade de pensamento

Quando Arnold Schwarzenegger se tornou num actor profissional, ele tinha aquilo que  podia considerar-se uma fraqueza no mundo do cinema: A sua pronuncia  Austríaca. No entanto, não tardou muito até que Arnold incorporasse a sua pronuncia no  charme  da sua personagem de herói de filmes de ação, e assim uma fraqueza  tornou-se numa força. A sua pronúncia tornou-se uma forma de identificação do seu carácter, e as pessoas por todo o lado passaram a tentar imitá-lo.

Melhore as suas áreas de vida mais fracas em dois simples passos:

PASSO 1:

Faça uma lista dos seus pontos fortes e das suas fraquezas em folhas de papel separadas. Coloque a lista dos seus pontos fortes num local onde seja de fácil acesso e visibilidade, porque isso irá sempre motivá-lo. Depois leia a sua lista de fraquezas e estude-as bem. Familiarize-se com elas até ao ponto de as aceitar e estabelecer uma relação saudável, sem culpa ou vergonha. Permita que essas fraquezas que detetou em si, sejam vistas como características interessante, ao invés de traços negativos e depreciativos. Pergunte a si próprio como é que cada uma dessas características podem ser úteis para você. Isto é um ponto de vista que normalmente não estamos acostumados a ter, mas é por este caminho que pretendo abordar a questão.

Por exemplo, vamos supor que a minha força principal é na área mental e que eu ganhava a vida através da minha escrita. Isso é uma simplificação exagerada, mas será bom para a ilustração da situação. Se eu focar toda a minha energia em escrever e me identificar como sendo predominantemente mental, eu poderia ter bons resultados durante um determinado tempo. Alguns bons escritores ou blogueiros, não cuidam nem não grande impotência às questões do corpo, não se cuidando e ignorando as necessidades que o corpo tem, poderá aprofundar esta questão no artigo: 29 benefícios da atividade física na sua saúde.

Dica: Sabemos que a mente e corpo estão interligados, e negligenciando o corpo, irá impedir que a mente atinja e desenvolva todo o seu potencial.

Um bom escritor, talvez se transforme num escritor de topo cuidando melhor do seu corpo, o qual é o seu equipamento de escrita. Algumas pessoas que começam a tomar consciência da importância da atividade física, e iniciem a sua prática, relatam que ter tido melhorias muito significativas no desempenho mental, e não apenas nos aspectos físicos. A concentração melhora, a clareza de pensamento aumenta, assim como a capacidade de resistência na escrita, entre outros. É como se a pessoa fizesse uma upgrade mental.  Na verdade eu sinto tudo isto, porque toda a minha vida me dediquei à prática esportiva. Eu posso sentar-me durante horas num momento totalmente absorvido por um único tópico sem me distrair e sem sentir desconforto físico. Da mesma forma, a maioria das actividades físicas trabalham também a mente, ajudando os pensamentos a tornarem-se mais focados e menos caóticos. Portanto, há uma interação sinérgica entre a parte física e a mental. Reforçam-se mutuamente. Se trabalharmos inicialmente na mais fraca (parte física), melhoramos alguns aspetos associados antes descritos, o que nos permite depois desta melhoria, potenciar o outro aspeto que já era forte (a mental) e passou a exprimir ainda mais potencial, permitindo assim evoluir para o nível seguinte.

Clarificando: Cada área da nossa vida tem um poderosos efeito nas outras áreas. Se você permitir que qualquer uma das áreas fique muito para trás, é como ligar um peso de chumbo para todas as outros, irá arrastar-se ou afundar-se mais tarde ou mais cedo. Não importa o quão duro você continue a trabalhar nas suas áreas mais fortes, o que acontece é que o retorno do seu trabalho será menor e menos produtivo. É raro acontecer o equilíbrio perfeito entre todas as áreas. Mas é importante termos consciência disso, para que possamos de tempos em tempos, reavalizar a nossa situação e voltar a reinvestir em algumas áreas esquecidas e mais negligenciadas.

PASSO 2:

Utilize a lista que acima recomendei elaborar, faça uma avaliação por área em termos de grau, numa escala de 1-10. Depois olhe para a sua área mais forte e para a sua área mais fraca e tente entender a conexão entre elas. Como melhorar a sua área mais forte se a sua área mais fraca passando de um 2 para 8? Sim, pode levar algum tempo para atingir aquele 8, talvez até alguns anos, mas o tempo vai passar de qualquer jeito, então porque não trabalhar para um 8 em vez de 2?

Se a sua área física está ficando para trás, você pode melhorar os seus hábitos alimentares e de exercício. Se  a sua área mental é a pior, começar a ler um livro por semana, e ouvir programas de áudio ou podcasts para promover o seu raciocínio mental. Se a sua área social fica para trás, pondere aderir a um clube (continuar tentando até encontrar um que você gosta). E se sua área espiritual tem sido negligenciada, leia alguns livros nesta área, comece a escrever um diário, ou tente a meditação, estas são atividades simples que pode implementar na sua vida.

E se todas as suas áreas estão enferrujadas? Nesse caso, eu recomendo que você comece a trabalhar a parte física. Melhorar e promover  as outras áreas exigirá muita energia. Se você conseguir adquirir uma boa condição física, isso também irá ajudá-lo a sentir-se melhor emocionalmente. Ao sentir que a sua energia física e emocional está elevada, irá promover a força de vontade para fazer mudanças em vários aspetos da sua vida. Se você está muito gordo e fora de forma, isso é especialmente crucial. O seu corpo está com você o tempo todo, exige de si maior esforço e poderá sabotar a iniciativa necessária para a mudança de hábitos. Além disso, é provável que não se sinta bem consigo mesmo quando se olha no espelho. Não há necessidade de preocupar-se em ficar com um corpo atlético ou de modelo, mas melhorar a aptidão física básica poderá ser (eventualmente deveria ser) uma prioridade na sua vida. Desligue a TV, saia à rua e faça exercício físico.

A mensagem que pretendi  transmitir, é que treinando as suas áreas mais fracas até um nível aceitável,  você obtém resultados ainda melhores do que se continua-se apenas a focar-se nas suas forças. Trabalhe a partir de seus pontos fortes. Treine os seus pontos fracos. E não pare de treinar.

Abraço