O termo “pensamento positivo” tem vindo a vulgarizar-se, talvez até ao ponto de ser banalizado e consequentemente desvalorizado, e sem o proveito que potencialmente tem quando aplicado corretamente à vida de cada um de nós. Aponto para o fato de muitos livros, revistas, blogs  e especialistas  nas mais várias áreas sugerirem o “pensamento positivo” como uma solução para muitos dos problemas, como a baixa auto estima, baixa auto confiança, alcançar o sucesso ou resolver um problema psicológico, sem nunca explorarem o que a abordagem realmente significa.

Não pretendo passar a ideia de que o pensamento positivo não deve ser mencionado, ou que não é útil para a melhoria de muitas dificuldades e incapacidades. Pelo contrário. A mensagem que quero transmitir e vincar, é que para melhorar uma determinada condição que nos incapacita, ou que nos impede de alcançarmos o que desejamos ou precisamos, não se resume a pensar que queremos melhorar algo, que se é capaz, ou dizer que tudo irá dar certo ou correr bem. Isso não passa de um desejo que se verbaliza, não que isto seja negativo. Negativo não é, mas pode ser vazio de eficácia. Muito mais será necessário fazer para dizermos que pensar positivo é promotor de soluções que nos servem.

pensamento positivo

O PENSAMENTO POSITIVO ESTÁ PARA ALÉM DE APENAS PENSAR POSITIVO

O Pensamento positivo envolve muito mais do que decidir mudar a sua forma de pensar, implementando simplesmente formas de pensar positivamente, alegres ou com boa disposição. Obviamente, alterar a maneira de você pensar acerca de si mesmo e do mundo ao seu redor é uma tarefa exigente. Antes de podermos propor-nos a pensar de forma positiva,  existe um fator que tem de ser dado como garantido, que é  assumir e levar em consideração que a forma como pensamos acerca de nós mesmos e do mundo altera drasticamente as nossas vidas e a maneira como olhamos o mundo.

Tanto a nossa felicidade como o nosso sucesso, dependem da nossa capacidade de pensar positivamente e criar situações positivas. No entanto, a caminhada para uma atitude positiva e pensamento positivo pode ser um caminho que necessita muito do seu querer, motivação, esforço consciente e implementação de estratégias que suportem a sua decisão. A conquista do nosso bem estar por vezes passa por conseguirmos elevar-nos, distanciar-nos e estruturarmos uma solução mesmo perante a adversidade, dificuldades, dor emocional, ou retrocessos na vida.

A reter: O pensamento positivo, pode estar presente mesmo numa situação de fracasso ou recaída.  Por exemplo: Animando-se, energizando-se, resistindo, aguentando a barra, e perspetivando uma solução mesmo na presença da desvantagem ou dureza da situação que se enfrenta.

Da perspetiva da psicologia positiva, o pensamento positivo, está suportado por muito mais fatores do que apenas pensar positivo através de umas quantas afirmações positivas ou de capacidade. Sem dúvida, que na base e orientação da construção de uma estrutura mental positiva, está um diálogo interno construtivo virado  para aquilo que pretendemos que aconteça. Mas,  provavelmente a estratégia que mais importa implementar e solidificar, é a estruturação de uma sequência de ações que apoiadas por um raciocínio lógico e flexível,  irão expressar as forças, valores, objetivos e crenças adaptativas da pessoa ou grupo de pessoas. As pessoas que conseguem pensar de forma otimista,  construtiva, animada, e positiva, escolhem fazer um uso diferente do seu foco atencional. Aquilo em que cada um de nós se foca, influencia em larga escala a estruturação do pensamento e consequente utilização dos recursos mentais disponíveis, não para fugir à realidade, mas para criá-la.

Apresento três passos  para promover a capacidade de pensar positivamente e criar uma forma mais adaptativa, funcional e otimista de olhar o mundo:

SEJA CONSCIENTE, FOQUE-SE NO SEU DIÁLOGO INTERNO

A autoconsciência é um passo essencial em qualquer forma de auto aperfeiçoamento. Para que você fique ciente do impacto que o seu diálogo interno tem na sua vida, é primordial que desenvolva a consciência de si mesmo e das coisas ao seu redor, para que possa compreendê-las e, em seguida, aprender a mudar e a melhorar de acordo com aquilo que pretende. Tal como já referi, para que possa aprender a alterar a sua maneira de pensar, em primeiro lugar tem que estar ciente de como você pensa. Aproveite o tempo para monitorizar atenciosamente os seus pensamentos e sentimentos. Ganhe consciência do seu diálogo interno ao longo do dia. Preste atenção às crenças negativas que você acciona, tente ouvir os pensamentos negativos, preste atenção às ações negativas (e reações), e foque a sua atenção nos sentimentos negativos que surgem e que o fazem sentir-se mal. Para uma mudança efetiva, para ir implementando uma estrutura mental positiva, é importante treinar-se em estar consciente do seu diálogo interno, dos pensamentos e imagens que cria para si e que consequentemente influenciam os cursos de ação que escolhe.

Se vê utilidade na reestruturação do seu pensamento para um forma mais capaz, eficaz, adequada e útil, deve propor-se a observar-se a si mesmo, e se possível a registar algumas formas de raciocínio que sabe que lhe atrapalham a vida e a obtenção dos seus objetivos. Comece por enfraquecer os seus diálogos derrotistas e depreciativos acerca de si mesmo, das suas realizações e do mundo em geral.  Em seguida substitua o seu diálogo crítico, por palavras de incentivo que lhe transmitam energia e possam fazer desenvolver a sua força de vontade. Pode lembrar-se a si mesmo do quão importante é para si ou para a sua família a obtenção de determinado objetivo, o quão contente e realizado se irá sentir. Crie um alfabeto motivacional ou slogan motivacional para si mesmo e orientado para a ação. Este alfabeto ou slogan motivacional comporta em si algumas palavras ou frases que o incentivam e relembram da importância de fazer algumas coisas e consequentemente da obtenção do seu objetivo.

Apresento-lhe três artigos que podem orientá-lo na eliminação do seu diálogo interno depreciativo, e na otimização do mesmo, assim como na criação de afirmações de capacidade:

ASSUMA A RESPONSABILIDADE, TUDO DEPENDE DE SI

Uma das formas mais comuns de pensamento negativo envolve a colocação da culpa noutras coisas ou até em si mesmo. Claro, todos nós fazemos isso em determinadas alturas. É fácil ter o impulso para apontarmos o dedo, para nos dissociarmos da responsabilidade de alguns dos nossos atos, atitudes ou situações. Ou até mesmo virarmo-nos para nós mesmos e vitimizar-nos. Este é um caminho fácil e um hábito difícil de quebrar. Ao colocar a culpa noutra pessoa, por algo que é ruim ou que não correu bem, você direciona a atenção para fora de si mesmo. Por outro lado, ao vitmizar-se, você assume a culpa associada a um conjunto de incapacidades, das quais julga não poder fazer nada. Nesse exato momento, num ou noutro caso, inibe o primeiro passo acima descrito, que é ficar consciente do seu pensamento, diálogo interno e consequentes atitudes que toma. Quando tentamos proteger o nosso ego, num impulso enraizado de procurar justificações fora de nós para acontecimentos não desejados, podemos estar a perder a oportunidade de modificar o pensamento que nos coloca exatamente no epicentro do problema. Problema que eventualmente está a ser criado, ou prejudicado pela forma de raciocinarmos.

A reter: Culpando os outros, ou vitimizando-se, você deixa de focar-se no que é importante para colocar-se no seu melhor estado de recursos e conseguir vislumbrar uma solução que dependa de si mesmo.

Se o seu problema está a ser prejudicado pela sua forma negativa de raciocinar, talvez não seja assim tão catastrófico. Se olharmos positivamente para essa forma negativa de pensar, automaticamente nasce a possibilidade de mudar para um pensamento positivo.

A reter: O ato de detetar um pensamento negativo, ou os estímulos que accionam a estrutura mental especializada na negatividade, permite gerar a oportunidade de parar esse tipo de pensamento destrutivo e substituí-lo por uma forma mais capaz de raciocinar – o pensamento positivo.

Este processo é enriquecedor, dado que você assume a responsabilidade sobre o impacto que os seus próprios pensamentos estão a ter nos resultado obtidos. É ainda capacitador, visto que lhe permite ganhar consciência e ao mesmo tempo controlo sobre os seus pensamentos, e mudá-los de forma estruturada e orientada para a obtenção do objetivo a alcançar.

Ao tornar-se mais auto consciente, você abre-se à possibilidade de aprender a assumir a responsabilidade pelos seus sentimentos, ações e pensamentos. Ao assumir a responsabilidade pelas suas ações, pensamentos e emoções, você passa a conseguir controlar e mudar algo que deseje.

Ao mudar a crença e passar a acreditar que é importante responsabilizar-se por aquilo que depende de si mesmo, capacita-se, dá um passo em frente para ultrapassar os obstáculos ao desenvolvimento pessoal, e escolhe o terreno fértil  para o crescimento de uma estrutura mental positiva, que certamente dará frutos bastante bons e apetecíveis.

Ao admitir os seus erros de raciocínio, pensamentos negativos e assumir a responsabilidade para si mesmo, você coloca-se numa posição vantajosa para alterar a forma como pensa e age.

Apresento-lhe dois artigos que abordam a importância de abandonar a culpabilização dos outros e do aumento da consciencialização de si próprio:

mulher positiva

FAÇA UM COMPROMISSO: ADOTE UMA ATITUDE POSITIVA

Cada uma destas etapas para a melhoria do auto aperfeiçoamento são tão importantes como a próxima. Sem autoconsciência e aceitação, reduz-se drasticamente a esperança de mudança. O passo final na obtenção de uma visão positiva e diálogo interno positivo é comprometer-se com a mudança de atitude. Você deve comprometer-se totalmente com o desenvolvimento de uma estrutura mental positiva. Sem um compromisso total, muito pouco progresso pode ser feito. Isto, naturalmente, irá inevitavelmente levar algum tempo e dedicação. Mas tempo e dedicação não são sinónimo de impossibilidade.

Se você comporta uma história de pensamentos negativos e sentimento de culpa, pode ser muito difícil mudar os seus caminhos, pode ser trabalhoso mudar a sua história. A grande maioria dos seus pensamentos podem ter-se tornado numa resposta natural às suas reações ao meio ambiente. Por esta razão, é essencial que você se comprometa completamente com a criação e implementação de um diálogo interno mais positivo. Para que este processo possa ser facilitado e aumente a probabilidade de ser bem sucedido, leve em consideração a possibilidade de ter que mudar algumas das suas crenças que possam estar a impedir a mudança de atitude. Depois estabeleça metas para implementar as novas crenças, novas perspectivas sobre as coisas, e novas formas de realizar as coisas.

Ao adotar uma atitude positiva na vida, dá uma indicação direta ao seu cérebro para accionar a criatividade na procura de soluções que o satisfaçam. Para além desta forma assertiva de dar indicações funcionais a si mesmo, promove ainda a libertação de químicos no seu corpo que fazem sentir-se mais enérgico. Esta energia emerge da esperança transmitida a si mesmo, emerge da crença que tem em conseguir minimizar os problemas e/ou resolvê-los. No fundo, todo o seu organismo é colocado num estado de recurso ótimo, funcionando em pleno para a obtenção do objetivo indicado, orientado, apoiado e promovido por si mesmo.

A reter: Ao pensar positivamente, promove o bom humor, o otimismo, melhora a sua força de vontade e aumenta a motivação na sua vida.

Apresento-lhe três artigos que explicam a forma de encarar a vida com uma atitude positiva e como estabelecer objetivos que promovam o otimismo e a esperança na vida:

CONCLUINDO

Como podemos constatar, o pensamento positivo estabelece relações fortes com o desenvolvimento de competências, como o controle do diálogo interno, identificação de gatilhos negativos, saber lidar com os sentimentos e pensamentos negativos, consciencialização de si mesmo e da influência que tem na nossa vida a forma de estruturar os pensamentos. No fundo, o nosso pensamento influencia e é influenciado pela estrutura mental enraizada. Se esta estiver construída com caminhos que facilitam olhar o mundo de forma positiva e construtiva, tudo se torna mais fácil. Ao invés, se tivermos enraizado uma estrutura mental negativista, as coisas tornam-se mais difíceis, afetando o nosso bem estar e felicidade.

Importa realçar, que devido à plasticidade cerebral, é sempre possível implementar um forma de pensar mais positiva, tal como tenho vindo a explicar. Assim sendo, implementar o pensamento positivo depende unicamente de si, e da sua força de vontade para aprender alguns dos passos que referi neste artigo. Se você quiser, certamente é capaz. E é capaz, porque tem à sua disposição o conhecimento e respetivas estratégias e técnicas que lhe permitem aos poucos ir direcionando o seu pensamento para raciocínios mais adequados, assertivos e positivos.

Abraço