Muitas pessoas desenvolvem ansiedade severa por causa das suas situações de trabalho. Ambientes de trabalho tóxicos ou tarefas estressantes podem criar estresse crónico, podendo vir a causar ansiedade a longo prazo, possivelmente até mesmo o desenvolvimento de algum transtorno de ansiedade. Saber gerenciar saudavelmente a ansiedade provocada pelo trabalho é difícil, mas não é impossível. Importa ficar a saber como a ansiedade se manifesta no corpo e na mente, agendar algumas rotinas restauradoras de energia e praticar a auto-compaixão.

A ansiedade provocada pelo trabalho nunca se restringe ao trabalho, afeta muitas outras áreas de vida. Muitas vezes difunde-se para a sua vida pessoal, até ao ponto de se tornar num transtorno mais grave. Caso perceba que já está a atingir o limite, faça o teste de Transtorno de Ansiedade Generalizada. Faça o teste aqui.

Em seguida apresento um vídeo com um excerto de uma consulta de psicologia online via Skype, onde explico ao meu paciente algumas estratégias e conceitos que clarificam a importância de reconhecer os sintomas físiológicos e cognitivos da ansiedade e que atividades pode realizar para libertar-se do estresse provocado pelo trabalho. Na minha explicação destaco três pontos essenciais:

1. Saber identificar o momento em que o seu problema se manifesta na forma de sensações ansiosas e pensamentos negativos e/ou desagradáveis.

2. Levar a si mesmo em consideração e praticar a auto-compaixão.

3. Agendar para o seu dia a dia atividades restauradoras da energia e libertação da mente.

Link do Vídeo: https://youtu.be/vPW8OR8SwaU 

Compreenda e identifique as suas emoções e sensações físicas

Observe as suas emoções, tente perceber que são energia em movimento, que não são estáticas, que reagem aos acontecimentos de vida. As emoções são uma forma rudimentar de informação. Importa dedicar algum do nosso tempo a saber interpretá-las. Observe-as simplesmente, tentando não se envolver, ou seja, num primeiro instante não siga o impulso das mesmas. Siga o seu fluxo e perceba a influência que estão a ter no seu raciocínio. Em seguida, perceba se a influência das suas emoções estão a encaminhá-lo de acordo com os seus valores, significado de vida e objetivos. Faça isso para as emoções positivas e negativas. Na presença de emoções positivas ou negativas esforce-se para não perder a noção que tem de si mesmo.

Passe as suas emoções mais arrebatadoras pelo filtro da sua consciência. No intervalo entre um estímulo e a resposta, faça emergir a sua consciência, a sua sensatez e inteligência. verifique se os seus comportamentos e atitudes tendem a manter-se na linha dos seus objetivos. Ao efetuar este processo você promove um elevado nível de presença de espirito, ou seja, você consegue ter uma percepção mais alargada de si mesmo. Evitando que as suas emoções anulem parte de você mesmo, ou o reduzam apenas a um estado de alegria, tristeza, raiva, medo, euforia.

Pratique a auto-compaixão

A compaixão pode ser definida como perceber o sofrimento (o seu e o dos outros) como uma tendência a querer ajudar de alguma forma. A prática deliberada de prestar atenção para nós mesmos com carinho, amizade e empatia, envia uma mensagem implícita para o nosso cérebro que estamos com uma atitude positiva perante as dificuldades que estamos a enfrentar. A compaixão é empatia em ação. É a vontade explicita em fazer algo em prol do outro ou de nós mesmos. É percebermos as circunstâncias e as razões que estão na base dos acontecimentos, e se estes não estão de acordo com o que queremos, fazemos algo que possa contribuir positivamente para a melhoria. Este ato de autocompaixão ou compaixão é o agente do bem-estar essencial e facilita a conexão conosco mesmo, como os outros e com o mundo em geral.

Dedique tempo a atividades restauradoras

Além de construir e assumir uma atitude positiva na sua vida, você pode reduzir o estresse na sua vida, revitalizando-se. Se você disponibilizar regularmente algum do seu tempo para a diversão e relaxamento, você está a permite-se construir uma barreira à grande maioria dos estressores, assim como desenvolverá uma muito melhor “forma” para os enfrentar e debelar.

Formas saudáveis de se relaxar e revitalizar:

  • Caminhar
  • Passar algum tempo em actividades na natureza
  • Actividades com amigos e familiares
  • Libertar alguma da tensão com exercício físico
  • Registar o seu nível de estresse
  • Tomar um bom e relaxante banho
  • Saborear uma boa chávena de café ou chá
  • Jardinagem
  • Massagens
  • Ouvir música
  • Ver uma comédia

relaxar do trabalho

Não se deixe apanhar na azáfama da vida e esquecer-se de cuidar das suas próprias necessidades. Nutrir-se é uma necessidade, não um luxo.

  • Prepare tempo para o relaxamento. Incluir descanso e relaxamento na sua programação diária. Não permita que outras obrigações o impeçam de fazer esta excelente actividade. Esta é a altura de fazer uma ruptura com todas as responsabilidades e recarregar as baterias.
  • Conectar-se com os outros. Gastar tempo com pessoas de quem gosta. Um forte sistema de apoio será um óptimo inibidor dos efeitos negativos do estresse.
  • Faça algo que você aprecie todos os dias. Faça actividades de lazer que lhe trazem alegria, procure aquilo que as crianças tanto fazem bem, perca temporariamente a noção do tempo e envolva-se em algo onde se esquece de si mesmo. Todos nós já experimentámos esta excelente sensação. O autor, Mihaly Csikszentmihalyi no seu livro: Flow, descreve este estado de comprometimento com o prazer em atividades do dia a dia. Aprecie o estado de fluxo da sua vida.
  • Mantenha o seu senso de humor. Isto inclui a capacidade de rir de si mesmo. O ato de rir ajuda o seu corpo a combater o estresse de várias formas. A libertação de endorfinas na corrente sanguínea é um excelente inibidor dos sintomas lesivos do estresse.

Abraço,

Miguel Lucas