Você tem um grande potencial dentro de si. Eu tenho um grande potencial dentro de mim, também. O pensamento de realizar esse potencial pode ser paralisante e pode ser assustador. O medo tem impedido muitas pessoas de experimentar a felicidade ou o sucesso que gostariam de alcançar. O medo pode manter-nos presos num lugar onde acreditamos que não somos bons o suficiente. O medo pode impedir-nos de realizar os nossos sonhos e isso pode efetivar-se como um grande obstáculo à construção da vida que queremos. Muitos dos nossos comportamentos de evitamento têm a sua raíz no medo. O medo de falar em público, o medo do fracasso, o medo da rejeição, o medo do embaraço, chegando por vezes ao extremo da pessoa desenvolver medo do sucesso. No topo da pirâmide do medo, está o pior de todos: o medo de vir a ter medo. Quando atingimos o ponto de ter medo de vir a ter medo, este torna-se patológico ao ponto de podermos desenvolver alguns transtornos de ansiedade, como ataques de pânico, ansiedade generalizada, transtorno obsessivo compulsivo e fobias.

“O nosso medo mais profundo não é o de sermos inadequados. O nosso medo mais profundo é que somos poderosos além de qualquer medida. É a nossa luz, não a nossa escuridão, que mais nos assusta.” – Marianne Williamson

O MEDO COMO OBSTÁCULO

Ao longo do tempo orientarmo-nos pelo medo pode levar ao desenvolvimento de um padrão comportamental de evitamento. Este padrão leva ao desenvolvimento de uma estrutura mental extremamente específica em detetar tudo o que possa apresentar-se como medo. Bloco a bloco, corre-se o risco de construir um muro sólido em torno de nós próprios. Este muro pode efetivar-se como o grande obstáculo ao desenvolvimento de todo o seu potencial. Por cada revés que você experimentou, por cada objetivo que você se afastou ou por cada situação em que você se inibiu, um tijolo foi adicionado, para cada ideia que você não defendeu, um tijolo foi adicionado, para cada autolimitação que você acreditou, um tijolo foi adicionado.

Com o passar do tempo, esta parede de tijolos enraizada no medo vai tomando proporções incalculáveis, chegando a antigir um grau não manejável, levando-o a acreditar que  nunca será capaz de derrubá-lo ou levantar-se acima dele. Este muro pode ser o que está impedindo que você atinja todo o seu potencial.

libertar-se

Assim como esse muro não foi construído num único dia, suportado por uma estrutura mental treinada na deteção do medo, não é provável que você seja capaz de instituir novos hábitos de um dia para o outro. Em vez disso, você pode começar a remover os tijolos, um por um, e depois redirecionar esses tijolos para construir um caminho que o conduza para onde você quer ir. É importante que você redefina as crenças negativas que tem acerca dos seus medos, leia: Medo, livre-se dessa sensação incapacitante. Quando perceber que os seus medos podem ser removidos, que podem ser superados, fica preparado para avançar para uma nova etapa, leia: Aproveite o seu medo para atingir os objetivos desejados.

Na sua caminhada de superação de alguns dos seus medos e obstáculos ao desenvolvimento do seu potencial, provavelmente existirão momentos em que você vai tropeçar, em que vai recuar um pouco, não fique alarmado. Esse processo é comum acontecer, mantenha-se firme e coloque os olhos no seu objetivo final.

DESENVOLVA A SUA CONFIANÇA

Ao tomar a decisão de enfrentar alguns dos seus medos e de superar alguns dos obstáculos que o têm impedido de alcançar o seu potencial, é preciso desenvolver confiança em si mesmo e no processo. Quando mantemos os olhos firmemente nos nossos objetivos, quando mantemos os olhos na recompensa e vamos celebrando pequenas vitórias, aguentando os recuos e as dificuldades, então estamos no caminho para criar a vida que queremos. Estamos preparados para mudar a vida para melhor.

Existem algumas estratégias que podem ajudar você a manter-se confiante na sua capacidade para se ir desprendendo dos seus medos e obstáculos. Em seguida apresento seis estratégias que podem orientá-lo no processo de mater-se confiante:

1. PISTAS

Onde estão as pistas em que você pode identificar alguns gatilhos que o informem que está a afastar-se dos seus objetivos? Onde estão as suas crenças limitantes que têm sabotado o seu sucesso? Quais são as áreas da sua vida em que você não está sendo tão produtivo como gostaria? Quais são as críticas mais cortantes que faz a você mesmo? Em que cenários se desculpabiliza mais? Em que situações você se torna agressivo de um momento para o outro? Se você fosse perguntar a pessoas da sua confiança onde você fica preso, o que evita, o que elas lhe diriam? Tente identificar o que o têm mantido preso nos seus velhos hábitos autosabotadores.

2. CLAREZA

Depois de descobrir alguns dos gatilhos que estão prendendo o seu potencial é importante ir clarificando o quão isso está afetando a sua vida. Você está encontrando dificuldades para fazer face às despesas, ou a lutar contra um vício ou um mau hábito, ou talvez esteja lutando com um problema de autoestima? Assuma a verdade, para que você possa avançar. Trazer clareza sobre a questão real vai permitir que você faça alterações. Vai permitir que você implemente as mudanças necessárias para vir a ser bem sucedido. Esconder-se por trás das suas fraquezas, problemas psicológicos ou problemas pessoais não é uma estratégia de êxito. É sim propagar e protelar os seus problemas. Olhe-os de frente, esclareça-os e parta para a ação.

3. DESAFIO

É verdade? Essa é uma pergunta muito poderosa que você pode fazer. Você tem que desafiar as crenças ou ideias disfuncionais e irracionais. Como você pode desafiar as ideias que estão prendendo você? Desafie e coloque à prova as suas incapacidades, fraquezas, medos, angústias e até mesmo algumas das supostas justificações “lógicas” que fazem você manter-se na sua zona de conforto. Saia da sua zona de conforto e potencie a sua vida.

4. ENFRENTE

Aqui é onde o trabalho acontece. A forma de você vir a ser bem sucedido é enfrentado os seus medos, partindo para a ação. O fracasso é uma opção mas o medo não. Você pode estar um pouco relutante em pedir mais responsabilidade no trabalho, ou abordar a pessoa que você tem admirado de longe, ou iniciar o seu próprio negócio. Pode ser reconfortante saber que você não pode fazer nada para mudar e que aceitar a sua situação é o melhor remédio, mas na verdade, provavelmente isso é uma ideia de resgate construída por si mesmo. Você pode agir, você pode desbravar o caminho para sentir-se de forma diferente. É possível superar os medos paralisantes que lhe retiram capacidade e acinzentam o seu potencial. Leia: O poder da ação, fazer o que é necessário ser feito.

5. COMPROMETIMENTO

Para além de você, quem vai ajudá-lo a manter o seu compromisso para que possa vir a ser bem sucedido? É muito comum querermos escapar de coisas que nos fazem sentir mal, que são desagradáveis e difíceis, portanto, procurar um treinador, um psicólogo ou outro tipo de profissional pode ser benéfico para manter o seu comprometimento. Criar a vida que você quer, e acreditar que é capaz de ser bem sucedido exige autodisciplina. No caminho para alcançar todo o seu potencial é importante manter-se fiel aos seus objetivos, mater-se enquadrado com a estratégia e acima de tudo procurar o apoio que julgue ser necessário.

6. CELEBRAR

Olhe o quão longe você veio. Lembre-se de outras ocasiões em que ficou preso nos seus medos, nos seus maus hábitos, nos seus obstáculos e angústias. Você já está a caminho de superar esse passado. Pelo novo caminho que está a construir vá celebrando as pequenas conquistas e os pequenos passos que vai dando. Viver a alegria do que vai conquistando é extremamente necessário para suportar alguns dos pequenos recuos que possam surgir.  Orgulhe-se da sua decisão de mudança. Caminhe com essa presença de espirito.

libertar-se do passado

APRENDA A LIBERTAR-SE

Depois de reconhecer o fato de que você tem ficando retido por alguns dos seus medos, e ganhar confiança para seguir em frente, apresento algumas ações específicas para conduzi-lo à exploração de todo o seu potencial:

Comece agora mesmo. Não há melhor momento para começar algo novo, algo diferente, do que agora. Hoje mesmo você pode fazer a opção de iniciar uma pequena ação que irá criar a dinâmica necessária para orientá-lo no seu caminho. Pode ser um pensamento, entrar em contato com alguém para ajudá-lo ou motivá-lo, ou fazer um plano escrito de que é você que vai ser o seu principal aliado. Não importa o destino, a viagem pode começar hoje, agora mesmo.

Simule até conseguir. Você não pode ter todas as respostas, ou mesmo saber quais as melhores perguntas a fazer, mas no começo você pode agir como se soubesse como remover alguns dos obstáculos. Esta ação irá construir a fundação para a dinâmica positiva necessária para impulsioná-lo para a frente e remover o que o está prendendo. Ao simular ou envolver-se no “espirito” de capacidade, você vai começar o processo de mudança de um observador passivo da sua vida para um praticante ativo. Você passa a ser alguém que toma a vida nas suas próprias mãos.

Comece sozinho. Na primeira fase, é importante que se decida a tentar fazê-lo por si mesmo. Ao fazer isso, você vai ganhar uma confiança ainda maior e desenvolver uma maior compreensão do fato de que é capaz de influenciar a sua vida de uma forma muito positiva.

Cerque-se de pessoas da sua confiança. Uma vez que você tome a decisão de libertar-se do seu passado e começar a deixar de estar preso nas suas velhas formas de pensar, sentir e agir, os amigos ou pessoas da sua confiança podem oferecer um estímulo que será importante para o seu sucesso a longo prazo. Você vai precisar de esperança, validação e um abraço forte quando o caminho ficar tortuoso. Os seus amigos são um ótimo suporte. Permita apoiar-se neles.

Deixe o passado para trás. O que aconteceu no passado deve ficar no passado. Claro que os acontecimentos fazem parte de nós, que eventualmente alguns deixaram marcas, e podem tê-lo obrigado a grandes adaptações e mudanças drásticas. Mas você não é o seu passado. Utilize-o a seu favor, faça uso daquilo que possa fazê-lo caminhar para os seus objetivos. O passado só será castrador se você permitir. Quando você faz a opção de seguir em frente, também está fazendo a decisão de viver neste momento, no aqui e agora. Considere o que está à frente, qual o próximo passo a dar na sua vida e coloque a sua energia ao seu serviço. Viva no presente, não se paralise pelo passado. Se perceber que o seu passado está demasiado enraizado e tornou-se castrador dos seus sonhos, leia: 8 Formas de ultrapassar o passado e seguir em frente com a sua vida.

Uma nova unidade de medida. Muitas vezes avaliamo-nos de uma forma inversa. Há uma tendência a medir-nos de onde achamos que devíamos estar para onde estamos atualmente. Por exemplo, declarações como, “Eu já me deveria ter casado”, ou “Eu deveria ser mais independente financeiramente”, são exemplos de unidade de medida inversa. Avaliamo-nos do futuro para o presente. Este tipo de avaliação pode levar à frustração e desapontamento. Em vez disso, tente analisar-se a partir de onde você estava para onde você está hoje. Neste cenário, você verá o progresso e o esforço que você fez e continuará a fazer. Avalie o seu estado atual, se não estiver satisfeito projete-se no futuro e faça coisas para alcançar a sua visão. Deixe de avaliar-se como se você já tivesse que ter chegado a algum lugar, conquistado algo ou mudado alguma coisa. Avalie-se do presente para o futuro e não do futuro para o presente.

Não oriente a sua vida pelos outros. Esta é a sua vida. O nosso tempo é precioso. Se nos restringirmos por causa da ideia de como os outros irão pensar acerca de nós ou porque seguimos um determinado caminho ou curso de ação, então nós estamos cedendo à tentação de permitir que outros possam definir quem somos. Damos permissão para que essas pessoas determinem a vida que devemos levar. Para avançar, para libertar-se dos seu bloqueios, medos e obstáculos é importante que se afirme e passe a viver a vida que deseja, não importando o que os outros possam pensar (dentro dos limites do razoável). Leia: Esta é a sua vida, melhore-a hoje mesmo.

Abraço