Certamente não serão necessários grandes estudos científicos para provar o enorme benefício do pensamento positivo. O que dizer de quem recorrentemente se vitimiza? De quem tem uma tendência exagerada para olhar para o erro? De quem se movimenta pela maledicência? Será que as pessoas que recorrentemente antecipam cenários catastróficos e improváveis andam alegres a maioria dos seus dias? O que dizer de quem se crítica duramente e perdeu toda a sua autoestima? Será que encarar as dificuldades como um fardo alivia o esforço despendido? Quando você está confiante, bem-disposto, seguro, de bem com a vida, em controle das situações, quando perspetiva vir a ser bem sucedido, como  você pensa? Claramente, sem dúvida alguma, arrisco a dizer que pensa sempre positivo.

Pense sempre positivo. Vete todos os seus pensamentos negativos.

Ainda que cada um de nós não possamos ser imunes aos pensamentos negativos, ou seja, até determinado ponto não possamos evitar que alguns pensamentos negativos nos invadam a mente, podemos não os seguir. No exato momento que temos consciência que estamos a ser tomados por uma avalanche de pensamentos intrusivos e negativos, podemos orientar a nossa atenção para a construção de pensamentos capacitadores, para pensamentos positivos. Desta forma, podemos pensar positivo, mesmo perante pensamentos negativos ou situações negativas.

“Adoro pensar positivo
Sabe aquela forma tenaz de querer que as coisas deem certo, aquela insistência em que vislumbrarei uma solução, que perante a negatividade conseguirei minimizar os danos.
Que algo está por pensar, que o lado construtivo, se constrói.
Que a positividade vive em mim.
Tudo é possível de ser colorido com a minha perspetiva, nada é terrível, sim pode ser, mas só se eu olhar apenas o lado negativo.
Adoro estar ciente que olhar pelo lado construtivo e capacitador depende de mim, depende daquilo que tenho a dizer, do que tenho a dar, daquilo que posso e quero fazer.
Vivo focado na positividade, numa positividade inacabada, pois sei que só depende de mim poder continuar a melhorar.
O que seria de mim sem a expetativa fervorosa de querer continuar a pensar positivo?”  - Miguel Lucas

Dicas para pensar positivo, mesmo em situações negativas:

ACREDITE EM SI MESMO

A autoconfiança é um sentimento profundo da crença em nós mesmos que nos motiva para a ação deliberada. Na posse de autoconfiança lançamos mais facilmente desafios a nós mesmos. Acreditamos ter capacidades e habilidades para solucionar problemas que possamos estar a enfrentar. Acreditamos conseguir organizarmo-nos melhor no sentido de irmos ao encontro das nossas necessidades, objetivos e sonhos. O ponto de partida extremamente importante é a convicção de que você é capaz de conquistar algo significativo, ou que você tem, pode descobrir, ou construir algo especial para contribuir para ser bem sucedido.

Leia: 10 Formas simples para tornar-se numa pessoas autoconfiante

DEFINA METAS CLARAS

Se você não sabe por onde caminhar, poderá ir ter a um lugar que não quer ou que não gosta.  Se você perspetivar metas mais ambiciosas mas que tenha a perceção de serem alcançáveis, então fica no caminho certo para realizá-las. Oriente-se por aquilo que quer alcançar e não por aquilo que teme. Foque a sua mente nos seus objetivos ao invés de ficar paralisado pelo pessimismo ou negatividade.

Leia: Para ter sucesso, estabeleça um objetivo específico e poderoso

positivamente

CONSTRUA UMA IMAGEM MENTAL DO SEU SUCESSO

Imagine-se a realizar os seus objetivos ou sonhos. Saboreie a experiência de ver-se a ultrapassar uma dificuldade, a bater um recorde, a ser promovido, o seu livro a ser publicado, a fazer uma venda, a dar um discurso e obter aplausos, a vencer uma corrida, a viver o seu sonho. Quando simulamos o que desejamos alcançar, aumentamos a probabilidade de construirmos também os passos necessários que asseguram as ações que nos levam à materialização da nossa visão.

Leia: Clarifique a sua visão de sucesso

TENHA VOZ ATIVA E RESPONSABILIZE-SE PELA SUA VIDA

Quando remetemos as dificuldades e problemas que enfrentamos apenas para o que está ao nosso redor ou para os outros, podemos vir a desenvolver uma mentalidade de vítima. Não seja vítima de si mesmo. Não culpe os outros ou as circunstâncias. Você é o capitão do seu barco e deve decidir para onde quer ir e como quer ir. Se você está descontente com um aspeto da sua vida, então formule um plano para mudar o que pode ser mudado e siga em frente. Obviamente, por vezes a vida impõe toda a sua ferocidade, bate forte, derruba-nos, inflige-nos sofrimento, e naturalmente sentimos algum tipo de mágoa face às próprias circunstâncias. Mas o que importa perceber é que se nos remetemos à negatividade, vamos piorar ainda mais aquilo que já está mau. Após a tempestade da vida, compete-nos a nós mesmos decidir o caminho a seguir. O caminho da vitimização ou o caminho da responsabilização do futuro?

FALE PARA SI MESMO

Torne-se no seu próprio motivador, orientando-se verbalmente de forma positiva. Por exemplo: no início do dia pode dizer para si mesmo: “Eu vou encontrar um forma de sentir-me melhor.” Ou, “Eu vou focar-me na melhoria do meu humor.” Quando as coisas dão errado ou você venha vacilar, não dê desculpas insalubres, ao invés diga algo como: “Eu não dei a devida importância ao que estava a realizar, mas eu posso aprender com esta falha.” A forma como narramos a nossa história ou como falamos para nós mesmos, momento a momento, tem um impacto enorme na maneira como olhamos o mundo e como vamos instituindo um padrão mental de pensamento. Tenha atenção à forma como fala consigo. Monitorize o seu diálogo interno autocrítico e escolha cuidadosamente as palavras que usa para orientar as suas ações e para moldar as suas crenças.

Leia: Abandone a negatividade, acabe com o diálogo autocrítico

SUBSTITUA PENSAMENTOS NEGATIVOS POR PENSAMENTOS POSITIVOS

Use as autoverbalizações positivas para superar as dúvidas, incertezas e negatividade dos pensamentos que tomam conta da sua mente. Deliberadamente construa um diálogo consigo mesmo que oriente os seus recursos e capacidades para a construção de soluções, tomando uma atitude positiva: “Eu posso superar este desafio.” Você não deve ignorar os problemas que enfrenta, nada disso. Mas com os problemas ou dificuldades em mente, deverá esforçar-se por adotar uma atitude construtiva e otimista que faça emergir toda a sua criatividade e capacidades de criação de soluções.

Leia: Como mudar pensamentos negativos para pensamentos positivos?

OLHE PARA AS SUAS BÊNÇÃOS

Observe o que você tem de bom na sua vida. Perceba todas as coisas que é capaz de fazer e pode fazer. Por vezes o sofrimento emocional tolda-nos o raciocínio e estreita-nos a nossa atenção, forçando-nos a ficar cientes dos nossos incómodos e a fazer desaparecer tudo que existe de bom ao nosso redor. Se você é educado, tem comida, é saudável, tem um relacionamento amoroso, financeiramente estável, etc, em seguida, olhe para isso, valorize e coloque na lista das suas bênçãos. Se você está desempregado, doente, num relacionamento tóxico, está na falência, etc, em seguida, coloque esses itens na sua lista de problemas a resolver ou a melhorar. As chances são de que seus ativos superam os seus passivos. Nós tendemos a tomar todas as coisas boas em nossas vidas como um dado adquirido, e ao invés, focamo-nos nas nossas falhas, necessidades e aflições em larga escala. Use o que tem de bom para retirar forças e com isso minimizar ou resolver algumas das coisas que o incomodam ou necessitam de ser melhoradas.

Lembre-se dos dons com que você nasceu: Quando paramos para pensar acerca das coisas que ainda temos e somos capazes de fazer em vez de nos preocuparmos com o que não temos ou não estamos recebendo, isto muda a nossa perspetiva para melhor. Tomamos consciência que possuímos uma capacidade inata para aprender, para resolver problemas, para arranjarmos soluções quando tudo parece estar perdido. Que temos capacidade para procurar ajuda, para procurar informação, para nos motivarmos.
Somos nós os atores da nossa vida, somos aquele que tem capacidade para pensar, para fazer, para criar e executar aquilo que pensamos poder ajudar-nos e servir-nos. Quando percebemos que temos em nós os recursos que nos permitem chegar onde pretendemos, deixamos de olhar para nós mesmo como vítimas, ou com auto-piedade. Recusamo-nos a olhar para nós como coitados, como miseráveis, ou com má sorte.

APRENDA A RELAXAR E A APROVEITAR A VIDA

Promover a alegria e satisfação de vida é um investimento com enorme retorno positivo. Se você pode rir de coisas significativas, faça-o. A livre expressão da nossa energia face ao que apreciamos é promotor de bem-estar. Num estado de ser positivo, mais facilmente lidamos com as agruras da vida e com os obstáculos que se impõem.

Não tente fazer tudo ao mesmo tempo. Não se torne sobrecarregado com o trabalho. Deliberadamente atribua a si mesmo pequenos mimos e faça coisas que no seu retorno o façam sentir-se bem. Relaxe, aprecie as coisas que tem de bom na vida. Use o seu corpo para beneficiar do bem-estar que pode usufruir através dos cinco sentidos. Reserve um tempo para você. Energize-se, disponha de algum do seu tempo e promova a alegria de vida.

Leia: É importante colocar alegria na sua vida

Se as pessoas que pensam positivo conseguem sentir-se mais realizadas, vivem mais tempo e são mais felizes do que as que pensam negativo, então porque razão muitas delas adotam um padrão de pensamento negativo? A resposta é que muitas pessoas acham que o pensamento negativo é a única opção, que é a única realidade. Não caia nessa armadilha. Pense positivamente.

Abraço,

Miguel Lucas