Em consciência, arrisco a dizer que nenhuma pessoa quer ou gosta de sofrer. Todos gostamos de nos sentir bem. Tentamos afastar-nos do que nos provoca mal-estar e aproximamo-nos do que nos dá prazer e satisfação, é um impulso inato. Sabemos no entanto, que por vezes na nossa vida, para obtermos alguns dos nossos objetivos temos de entrar num processo ou caminho que nos impõe algumas dificuldades e consequentemente algumas sensações desagradáveis. Estas sensações desagradáveis emergem dos acontecimentos externos, mas são sentidas no nosso corpo na forma de sensações ou sentimentos negativos. Quando estes sentimentos negativos estão diretamente associados ao nosso objetivo, quando aquilo que queremos alcançar ou obter exige de nós um esforço acrescido, conseguimos perceber que essas sensações desagradáveis têm de acontecer. Ao entendermos isso, aceitamo-las sem que elas sejam um problema grave.

Mas o que dizer quando você se sente mal, quando os sentimentos negativos imperam sem causa aparente? O que dizer quando você se esforça para melhorar o seu bem-estar e não consegue? Quando quer dormir à noite e não é capaz? Quando o nó na garganta e o batimento cardíaco acelerado lhe retiram a concentração? Quando os seus pensamentos de ruminação acerca de um determinado assunto diminuem o seu humor?

sentimentos negativos

CONTRA OS SENTIMENTOS NEGATIVOS

Pouco a pouco você vai sentido a sua felicidade geral a ser abalada. Começa a perder o controle do seu bem-estar e os sentimentos negativos começam a comandar o seu dia-a-dia. Nesse momento, provavelmente você vira-se contra os seus sentimentos negativos, odeia-os, despreza-os, abomina-os, e a todo o custo quer livrar-se deles. Se você se encontra numa situação idêntica, é provável que comece a desenvolver algum tipo de receio relativamente aos seus sentimentos negativos. E, assim você pode continuar a desenvolver esses receios, ao ponto de chegar a antecipar o medo sobre os seus sentimentos negativos. Começa a ter medo de vir a sentir-se mal. Começa a duvidar de si mesmo, começa a perder a confiança, começa a perder o controle de si mesmo em alguns cenários ou circunstâncias de vida. E, todo este aparato que se desenrola no seu corpo, na grande maioria das vezes sem que você tenha uma palavra a dizer, tudo isto provoca-lhe um imenso mal-estar e insatisfação.

Mas como pode você virar-se contra si mesmo? Como pode você estar contra aquilo que é? Você é um ser sensível que está preparado para sentir um alargado expectro de sentimentos e sensações corporais. Todos este manancial de sentimentos e emoções fazem de nós aquilo que somos, seres sensíveis. É através dessa sensibilidade que nós conseguimos “sentir” o mundo e igualmente “sentir” a nós mesmos. Sem a possibilidade de vivermos as sensações internas acerca do significado do que acontece fora de nós, no mundo externo, não conseguiríamos trazer nada à nossa consciência e consequentemente criar uma ideia acerca da nossa vida.

Para desaprovar um acontecimento ou o comportamento de alguém, é necessário que no interior do seu corpo se forme uma emoção (um determinado estado do corpo é interpretado pela sua mente), nesse momento emerge um sentimento de desaprovação acerca daquilo que surgiu da sua interpretação. Nada disto teria sido possível se você não sentisse algo negativo acerca do que se passou. O seu sentimento negativo ajudou-o a perceber que desaprovava algo ou o comportamento de alguém. Neste sentido podemos afirmar que o sentimento negativo que teve cumpriu o seu propósito, ajudou-o a perceber que algo não estava de acordo com as suas ideias ou valores. E isto é positivo, ainda que sentido de forma desagradável. Esta é a base para o entendimento de que os sentimentos negativos podem ser surpreendentemente bons para você.

Aprofundei este assunto no artigo: Descubra o poder dos sentimentos negativos

O LADO POSITIVO DOS SENTIMENTOS NEGATIVOS

A razão pela qual a maioria das pessoas vê os sentimentos negativos como algo a ser evitado é por causa da dor associada a eles. Basta imaginar o quão terrível você se sentiu na última vez que experimentou uma profunda tristeza ou raiva. Eu sei que não é algo que você gostaria de voltar a passar de novo. Mas o que é realmente a dor emocional? É um sinal de que algo está errado e você precisa virar a sua atenção para aquilo que possa estar a provocar essa mesmo dor emocional. Se você tiver uma dor física aguda no seu abdómen, certamente sabe que algo no seu corpo não está bem e que precisa saber o que se passa.

Sem a possibilidade de sentir dor no seu corpo, você nunca iria perceber que algo precisa desesperadamente de cuidados. Não pretendo dizer taxativamente que a dor é uma coisa boa, claro que não. No entanto, a possibilidade de sentirmos dor, sim, é uma coisa boa. Seja dor física ou dor emocional. A dor é sempre protetora.  Pense em quantas vidas foram salvas porque alguém foi ao médico por sentir uma dor forte e desconhecida no seu corpo. É fácil ver a dor como algo terrível. Afinal de contas, faz com que você se sinta mal e desconfortável. Mas é uma função necessária da nossa existência. Os sentimentos negativos funcionam da mesma maneira. Eles são protetores, fornecem-nos informação acerca de algo que não está acontecendo como desejamos, ou que perdemos algo que nos era significativo ou que algo necessita da nossa atenção com urgência. E isto é positivo. Mesmo que seja desagradável, em termos funcionais para a nossa vida é positivo, porque mobiliza-nos para a ação. Mobiliza-nos para repararmos, minimizarmos ou superarmos algo que nos pode estar a prejudicar ou vir a prejudicar.

Aprofundei este assunto no artigo: O lado positivo do desapontamento e da tristeza

Quando você sentir tristeza, raiva, desapontamento, decepção, ou outro sentimento negativo, tente interpretar isso como algo que está errado (que você não gosta, ou que o está a prejudicar) e necessita tomar uma atitude. É um sinal para que você preste atenção ao que está acontecendo ao seu redor, certamente porque algo não está funcionando de forma vantajosa para si. A grande maioria dos sentimentos negativos têm a função de estimulá-lo a mudar alguma coisa, como por exemplo, o seu comportamento, atitude, situação ou ambiente.

mindfullness

Apresento alguns passos que podem ajudá-lo:

1. NA PRESENÇA DOS SENTIMENTOS NEGATIVOS NÃO SEJA PASSIVO

As emoções negativas só se tornam graves ou comprovam-se como destruidores se você não tomar nenhuma ação para resolvê-las. Pense em alguém que esteja a passar por uma depressão, mas que não faz nada para aprender a lidar com a situação em que se encontra. A inação é a causa real da propagação da dor e do sofrimento prolongado, não as próprias emoções ou sentimentos negativos. Há uma série de razões pelas quais alguém pode não agir sobre os seus sentimentos negativos, mas há algumas coisas que você pode fazer para certificar-se que reconhece essas emoções negativas e agir sobre elas para que não se tornem um problema maior no futuro. Aprofundei este assunto no artigo: Como lidar com pensamentos e sentimentos negativos.

2. RECONHEÇA E FIQUE CIENTE DO QUE ESTÁ SENTINDO

Você precisa saber reconhecer quando se está a sentir mal. Parte da razão porque algumas pessoas deixam as suas emoções negativas ficar fora de controle, é porque ignoram-nas e esperam simplesmente que elas desapareçam. Claro que tudo isso faz com que os sentimentos negativos se façam sentir ainda mais. Com a frequência, intensidade e duração das emoções negativas a aumentar, fica cada vez mais difícil lidar com elas, uma vez que estas se fazem sentir através de um terrível mal-estar. Neste ponto, ou neste estado de ser, torna-se impossível ignorar os sentimentos negativos que recorrentemente demandam a sua atenção para eles.

Abordei este assunto no artigo: Ansiedade, mude o que é possível, aceite o resto

Vão haver momentos em que as emoções negativas são apenas temporárias. Todo nós nos sentimos um pouco abatidos de vez em quando. No entanto, se isso acontece numa base frequente, a sua mente está tentando dizer-lhe algo e você precisa lidar com isso.

3. ENTENDA AS CAUSAS

Depois de reconhecer as emoções e sentimentos negativos que você possa estar sentindo, precisa entender exatamente o que está por trás disso. Cada emoção e sentimento negativo tem uma causa ou um conjunto de causas. Em muitos casos, será prontamente evidente o que é a causa. O problema é que muitas vezes a causa dos seus maus sentimentos pode ser difícil de perceber. É a sua vida familiar, trabalho, amigos, sonhos não realizados ou várias outras frustrações? Leve o tempo necessário para descobrir isso e chegar à raiz do que está causando toda a turbulência emocional. Não me refiro ao entendimento da causa exaustiva, principalmente às causas de porque você está a sentir-se desta ou daquela forma. Nada disso, o que importa tentar perceber é se existe alguma relação com o que se passa à sua volta, para que com base nisso consiga contextualizar e perceber que provavelmente tem motivos para sentir-se de uma determinada maneira. E que esse sentimento é normal, e até benéfico.

4. TOME MEDIDAS CORRETIVAS

Uma vez que perceba algumas das causas, você precisa tomar as medidas necessárias para resolver algumas da situações indutoras de mal-estar, e/ou fazer coisas para que possa voltar a sentir-se melhor. Em alguns casos, pode ser um reparo fácil. Por exemplo, se alguém te provoca raiva, e você tenha possibilidade de evitá-la, parte do seu problema pode ficar resolvido.

Em muitos outros casos, talvez você precise tomar medidas mais relacionadas com a implementação de novas interpretações do incómodo das suas reações emocionais. Talvez você precise de fortalecer-se emocionalmente. Desenvolver a sua força emocional pode ser um caminho para lidar melhor com o stress, ansiedade, estados deprimidos e pressão do seu dia-a-dia, principalmente se você tiver de continuar a estar exposto aos gatilhos que lhe fazem disparar os sentimentos negativos. Saber gerir as suas emoções, pode reduzir em muito grande parte do incómodo que os seus sentimentos negativos lhe provocam.

5. NA PRESENÇA DOS SENTIMENTOS NEGATIVOS FAÇA “COISAS” PARA SE SENTIR MELHOR

Fui transmitindo a mensagem de que  os sentimentos negativos em si não são o problema. A inação é o problema. Não fazer nada, exceto desejar que os seus sentimentos negativos desapareçam para longe, é como esperar que a sua dor de estômago crónica desapareça sem uma visita ao seu médico. Ambos os cenários iriam conduzi-lo a problemas maiores no futuro.

Fico esperançado que você tenha ficado com uma opinião diferente sobre os sentimentos negativos. Eles não são coisas destinadas apenas a fazer a sua vida miserável. O que os sentimentos negativos realmente são é um sinal de que é hora para fazer alguma mudança, tomar medidas ou fazer algo que permita vir a sentir-se melhor.

Abordei este assunto no artigo: O poder da ação, fazer o que é necessário ser feito

Abraço