Por vezes, o que mais atrapalha a nossa vida é o nosso estado de dúvida, de incerteza e de confusão. Quando não sabemos bem que caminho tomar, que possibilidades escolher, que decisão optar, ficamos num estado de conflito interno. Este conflito interno pode corroer-nos por dentro, retira-nos autoconfiança, ficamos fragilizados e à mercê da divagação mental que nos pode empurrar para um estado elevado de confusão. Neste estado de ser, geram-se sentimentos de mal-estar, de angústia, e por vezes de desesperança. Num estado mais problemático, instala-se a ansiedade. A vida não toma o rumo pretendido e mais parece andar à deriva. Mas perante tal cenário, o que pode ser feito para restaurar o equilíbrio emocional e ficar seguro das decisões a tomar?

A RESPOSTA ESTÁ CONTIDA NA CLARIFICAÇÃO DOS VALORES

O que significa tirar o máximo proveito da sua vida? Acredito que significa fazer coisas que estão alinhados com os seus valores, com as coisas que são mais importantes para você. A chave é estabelecer e ficar ciente do seu próprio conjunto de valores. Exemplos de valores pessoais são:

  • Divertimento
  • Ajudar os outros
  • Interagir com os outros
  • Aprendizagem
  • Honestidade
  • Justiça
  • Amizade
  • Realização pessoal
  • Igualdade
  • Conforto

As nossas escolhas, decisões, ações, pensamentos e sentimentos sofrem um influência direta dos nossos valores pessoais. Aquilo que atribuímos maior significado ao longo da vida ou num determinado momento, joga um papel tremendamente poderoso na orientação que nos dá para dirigirmos a nossa vida. Se não sabemos bem aquilo que valorizamos, aquilo a que damos significado, certamente iremos ficar confusos nas decisões a tomar, ou tomar decisões que não nos servem e que podem vir a comprovar-se como catastróficas para a nossa vida. Para que você possa tirar o máximo proveito da sua vida, importa saber com o máximo de precisão possível quais são os valores pelos quais se rege.

ALINHE A SUA VIDA COM OS SEUS VALORES

Uma vez que você tenha uma boa compreensão dos seus valores pessoais, importa que sejam o móbil orientador das suas ações. Como referi anteriormente, quando não temos bem ciente os nossos valores, ou as coisas na nossa vida que nos motivam, que mexem connosco e que nos fazem sentir bem, ou ao invés, que nos fazem sentir mal, podemos seguir por caminhos que nos dificultam a vida ou que nos conduzam a problemas.

Quando fizer uma avaliação realista do impacto que os seus valores têm na sua vida e começar a fazer mudanças constantes bem alinhadas com os seus valores, certamente estará a aumentar a probabilidade de ser bem sucedido. No entanto, por vezes, cometemos alguns erros que podem assombrar a materialização dos nossos valores nas nossas atividades do dia a dia.

Em seguida apresento alguns desses erros:

1) Viver de acordo com os valores de outras pessoas. Isto é, quando você investe o seu tempo e esforço fazendo algo que outras pessoas ou a sociedade em geral dizem que você deve ou tem de fazer, mas isso realmente não coincide com os seus valores. Por exemplo, ter que construir uma família, porque é isso que a maioria das pessoas faz, apesar de, pessoalmente, você realmente não querer uma família nem ter necessidade disso para ser feliz. É por isso que é importante ter clareza sobre o que importa para você, e avaliar as ações que toma com base nos seus próprios valores.

2) Gratificação instantânea. Isto é, quando você faz algo que satisfaça rapidamente um dos seus valores, embora existam alternativas que exigem mais tempo e esforço, mas em termos de qualidade são radicalmente melhor. Por exemplo, conversar com um amigo no Facebook quando você pode convidá-lo a sair e conversar cara a cara. Embora a segunda opção possa ser muito mais gratificante se a conexão for um valor importante para você, ter que convidá-lo, sair de casa, e ir a algum lugar para conhecê-lo atrasa a gratificação, mas vale a pena.

3) Não sair da sua zona de conforto. Isso significa fazer as coisas pelo seguro sem correr alguns riscos ou incertezas nos resultados, em vez de desafiar a si mesmo. Certamente alguns dos seus valores pessoais para serem expressos ou materializados, necessitam que você alargue as suas experiências, interrelações e oportunidades.

Por exemplo, talvez você valorize a liberdade financeira, e poderia conseguir alcançá-la iniciando o seu próprio negócio e transformá-lo num sucesso. Mas isso implica correr alguns riscos e incertezas, e você teme isso, optando por ficar no seu trabalho das 9h às 17h, que é confortável, mas não em termos de progressão na carreira e no incremento financeiro.

valores

CAMINHAR PELA VIDA: ESTRATÉGIAS CAPACITADORAS

Qual é a maneira mais rápida de obter o que você quer? Arrisco a dizer que é saber o que quer. À primeira vista pode parece muito simplista, mas tal como eu, provavelmente também você poderá constatar que muitas pessoas estão frustradas vivendo uma vida que elas não querem. Certamente isso não acontece porque conscientemente desejam ter a vida que não pretendem, de todo. Talvez os momentos de dificuldade, de confusão, de falta de clareza nos seus próprios valores, de medos, de percepções de incapacidade, tenham feito chegar onde provavelmente não gostariam de estar. 

Por vezes a nossa história vai-se construindo sem traçarmos um rumo para onde pretendemos caminhar. Sem termos a noção do que queremos, do que gostamos, do que mexe connosco, do que valorizamos e do que queremos construir. Se não sabemos para onde estamos caminhando, como podemos saber se lá chegamos?

“Todos nós queremos o progresso, mas se você está na estrada errada, progresso significa fazer uma reviravolta e caminhar de volta para o caminho certo e, nesse caso, o homem que se volta mais rápido é o mais progressista.” – CS Lewis

De acordo com a mensagem da frase anterior, uma estratégia capacitadora, é perceber se não está satisfeito com a sua história de vida, e fazer de outra forma. Perceba o que pode mudar no seu dia a dia que esteja mais de acordo com os seus valores, com os seus objetivos e sonhos. Perceba se tem as habilidades, capacidades e conhecimento necessário para suportar os seus objetivos. Se tiver ótimo, siga nesse sentido. Se não tem, ótimo na mesma, pode agora ir ao encontro do que julga ser preciso para reunir condições para aumentar a probabilidade de ter sucesso face ao que quer. Aprofundei este assunto no artigo: Mude a sua história, se está insatisfeito faça algo de diferente.

Coloque os seus desejos, sonhos e objetivos alinhados com os seus valores, e com tudo isso em mente coloque-os à prova. Perceba se existe chão para caminhar, se é razoável. De repente aquilo que julgava ser muito valorativo, pode não ser assim tão emocionante  ou tão exequível como à primeira vista pensou. Se assim for, redefina as suas ideias acerca do que pretende realizar, mas sempre com os seus valores em mente. Os Valores colocam-no sempre em cenários nos quais se irá rever e encontrar significado. Ao invés, se na análise a que se propõe encontra realmente lógica, se percebe em si força necessária para se propor à mudança, siga em frente, a sua vida está a caminhar para o máximo proveito.

IDENTIFIQUE OS SEUS VALORE PESSOAIS

O exercício que se segue  permite identificar os seus valores e crenças pessoais, e avaliar se eles estão alinhados com os seus objetivos e sonhos. Para obter o benefício a partir deste exercício, não avance até ao final. Leia o primeiro passo e execute-o antes de continuar a ler o próximo passo.

Lista de valores pessoais:

1. Escreva uma lista com os dez valores mais importantes para você no momento presente de acordo com os seus objetivos de vida. Escreva os valores que vêm à sua mente quando você pensa sobre o que pretende alcançar e o que o faz mover nesse sentido.

2. Em seguida posicione esses valores na ordem da sua importância de acordo com seus objetivos atuais. Do mais importante para o menos importante.

3. Depois pense em algumas pessoas que você admira muito pelos exemplos e conquistas de vida, (exemplo: família, professor, treinador, Oprah, Anthony Robbins, Nelson Mandela, Madre Teresa de Calcutá). Escolha uma dessas pessoas que você admira, e pense sobre o que elas conseguiram nas suas vidas, que valores elas seguiram, e quem beneficiou.

4. Ao pensar numa das pessoas que admira, considere o que elas tiveram que fazer para conseguir o que elas têm ou realizaram. Liste os dez valores que você imagina terem sido importante para essa pessoa, a fim de ter conseguido tudo o que você admira.

5. Agora pense sobre como seria a vida dos seus sonhos. Que tipo de pessoa você seria, o que estaria fazendo, de que forma você  estaria vivendo de acordo com a sua visão?

6. Por fim, liste os dez valores que você acha que seriam importante para conseguir realizar a sua visão de vida futura. Enumere  esses valores por ordem de importância. Reflita sobre esses valores pessoais que julga serem necessários como orientadores para a realização dos seus sonhos. Compare as diferenças dos valores listados no passo 1. Isto dá-lhe uma grande clareza de  pensamento a respeito do que você necessita trazer para a sua vida para melhorar o alinhamento entre os seus desejos internos, suas ações e resultados, e os valores que tem ou que necessita trabalhar ou mudar.

Abraço.